É proibido pedir perdão

É proibido pedir perdão

SEM PERDÃO!

Como eu sei ser a “última da fila”, faço isso com todas as vantagens que aprendi… Nasci por último em uma turma de 5 irmãos e, entre tantas outras coisas, sempre fui pequena em tamanho e na escola estava eu, lá atrás da fila… Com isso, podia observar muito tudo a minha frente!

Isso, de alguma forma me deu um poder de percepção bem particular e virei uma pessoa “opiniática” (nem sempre opino) porque gosto demais de ter amigos, mas algumas convicções me perseguem:

  1. PROIBIDO PEDIR PERDÃO!

Quero falar sobre “perdão”… gratidão… e outras coisas que me incomodam tanto há anos e algumas se tornaram insuportáveis nas mídias.

Quando menina, como quase todas do mundo, assisti ao filme “Love Story” e “bateu” forte uma frase mestra: “Amar é jamais ter de pedir perdão” – um efeito arrebatador em mim, permanente e evoluiu.

A melhor tradução seria: Amar significa nunca precisar dizer que se sente arrependido. Se a pessoa ama porque fará alguma coisa para magoar?

Porém, é fato que em algum momento ou circunstância você poderá ferir os sentimentos de seus amores e eles o seu.

MAS… PEDIR PERDÃO JUSTIFICA OU FAZ ESQUECER O QUE SE FEZ?

Se eu amo e faço algo que machuque quem eu amo, minha ação teve um motivo – insegurança | medo | insensatez | etc.

Mas o pedido de perdão não acaba com a dor no outro. Se houver a compreensão do que ocasionou o fato, então ele vai lembrar sem a dor, porque entendeu. Dizer que está arrependido e que quer ser compreendido pelo erro e declarar toda a honestidade de seu amor é bem diferente de pedir perdão.  

Mostre sempre o que sente, seja honesto e aberto, peça atenção, explique seus sentimentos do momento e não crie situações ruins achando que pode pedir perdão.

  • PROIBIDO DIZER COISAS IRREVERSSÍVEIS!

Uma ação ou uma palavra irreversível dita é uma mácula que nunca será apagada.
Existem erros que determinam o final de relações, tanto conjugal, quanto de amizade ou mesmo profissional. Há condutas destrutivas e indesculpáveis ou não admissíveis. É como a pedra contra a vidraça – adesivo algum vai restaurar o estilhaço.

É preciso avaliar o impacto de uma ação antes, arrependimento não será suficiente para reverter coisas “MAL DITAS” ou malfeitas.

Os prejuízos emocionais são sempre os mais difíceis de serem pagos.

Tem pessoas que julgam de “egoísta” ou “sensível demais” aquele que tem “dificuldade de perdoar”. Essas, farão de novo e de novo e de novo as mesmas coisas, porque se julgam acima do outro, com mais poder ou mais dor, ou mais (tudo):  PODER DE BARGANHA? DINHEIRO? INTELIGÊNCIA? … ou apenas menor capacidade de empatia?

Então: Existem palavras e ações irreversíveis sim! 
ESTA FOI A SEGUNDA FRASE QUE IMPACTOU MINHA VIDA!

Eu era “a menor”, logo tinha argumentos contundentes e procurava palavras de efeito em “minhas brigas” pois queria “causar”… Um dia ouvi esta frase de um oponente e o mundo virou do avesso, me senti em uma solidão insuportável. Eu já tinha usado palavras irreversíveis.

A marcha da história é irreversível, eu tinha que mudar a minha história para a frente.

Coisas que machucam permanecem e matam o amor, a confiança, o respeito. Coisas ditas ou feitas não deixam a possibilidade de retornar à etapa anterior: são irreversíveis e pronto.

Óbvio que existe um ponto de equilíbrio para a maturidade e, então, a compreensão pode e deve ser o fator a ser considerado.
Sem reversão! Porém, possível de ser absorvido, OU NÃO.

Certamente um fim dolorido ou uma permanência doentia sempre segue palavras ou ações assim!

POSSO COMPREENDER MUITO, SER EMPÁTICA A QUASE TODO COMPORTAMENTO E ACEITAR MUITO – Perdoar não!

—-

Dizem que perdoar é divino – sim acredito que Ele perdoa. Eu sou humana!

Sobre Comunicação Catânia Studio

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Secured By miniOrange